Destruction - “Born to Perish” (Alemanha) (Álbum) (Nacional - 2019) (Shinigami Records/Nuclear Blast)


O Destruction é uma das bandas que carregam consigo a responsabilidade de manter o thrash metal nervoso e com riffs marcantes, como nos discos primordiais da carreira, e que conseguiu trazer grandes destaques em vários lançamentos. Porém, se a expectativa era encontrar um grande clássico “Born To Perish” vai ficar devendo, não que o disco seja ruim, apenas não impacta de forma marcante (creio que entre as bandas clássicas poucas consiga um feito desse hoje em dia. Por vários motivos. Entre eles o fato de não ficar preso ao passado, ao saudosismo).

Vemos a energia do velho Destruction em faixas como “Born To Perish”, “Inspired By Death” e “Betrayal” Que começa o disco mostrando que o velho Destruction ainda sabe fazer thrash metal como nos velhos tempos: riffs e bases inspiradas e a cozinha conduzindo toda a devastação de forma primorosa, além dos vocais de Schmier que continua inconfundível. Entre umas coisas estranhas aqui e ali, umas vibes experimentais, ainda destaco a massacrante “Tyrants of the Netherworld”. A dupla de guitarras está afiada e entrosada, basta sacar as toneladas de riffs infernais.

A banda todos sabemos que dispensa apresentações, porém aqui deixou a desejar, como citado acima, até tem muitos riffs fodas, porém a montagem de algumas músicas no geral leva para um outro lado e não aquele thrash metal visceral característico (as músicas citadas fazem valer apena a audição). Produção cristalina que deixa todos os detalhes evidentes. A arte de capa explicita o Destruction que conhecemos. É um disco que palavras não vão descrevê-lo por completo, tem que escutar pra constatar.

Músicas:
1. Born To Perish
2. Inspired By Death
3. Betrayal
4. Rotten
5. Filthy Wealth
6. Butchered For Life
7. Tyrants Of The Netherworld
8. We Breed Evil
9. Fatal Flight 17
10. Ratcatcher
11. Hellbound (bonus track)

Formação:
Schmier (baixo/vocal)
Mike (guitarra)
Damir (guitarra)
Randy (bateria)

Acompanhe a Destruction através das redes:
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.