Netuno Doom - “The Universe the Prison” (Fortaleza/CE) (EP) (Nacional - 2018) (Vários Selos)



Ouvir banda nova é sempre uma satisfação pra mim, ainda mais quando me identifico com o nome da banda, com o nome do material (algo pessoal mesmo), porque quando isso acontece, quase sempre é algo do meu agrado que está por vir. Netuno Doom. “The Universe the Prision”. Esses nomes foram o suficiente para minha mente já fazer uma prévia da sonoridade. Meus amigos, e que maravilha de sonoridade. A banda trilha pelas veredas agonizantes do stoner/doom metal de uma forma incrível, puta atmosfera agonizante.

O EP traz 05 faixas pesadas, atmosféricas e alucinantes. “The Prision” da as boas vindas com riffs pesando toneladas e uma cozinha incisa, além dos efeitos psicodélicos (acompanhados dos solos de guitarra) e os vocais no melhor estilo overdrive, preciso falar mais alguma coisa? A magia se segue com “The Second Sun” (lançada um ano antes do ep como single) que mantem a mesma pegada da anterior, porém com um agravante que são os vocais guturais e uma atmosfera ainda mais contundente, algo extremante necessário diante do segmento lírico da banda e principalmente desse som em questão. “Glactic Empire of Doom” da continuidade a viagem interestelar futurista da banda: começa numa levada, mas depois cai no profundo abismo dos buracos negros com um funeral doom visceral. Não tem palavras que descreva tal sonoridade, é escutar e constatar. Os dois últimos sons estão como bônus e ambos trazem uma sonoridade mais suja: “Black Wolf” segue com a sonoridade densa e surpreende com uma atmosfera misteriosa, além dos solos melódicos, e o baixão mágico numa base fudida; e “Dead Planet” encerra o material levando ao ápice o significado da sonoridade das banda, fazem algumas variações mas o veia stoner/doom está sempre presente.

Estamos diante de uma banda que se propôs a fazer uma sonoridade que anda em uma maravilhosa crescente no Brasil, porém reproduzem essa sonoridade de uma forma que se diferencia de muita coisa do gênero. A arte de capa, por exemplo, é uma obra prima e faz uma prévia do que vai rolar assim que o play for acionado. Stay doom. Stay stoner/doom!


Músicas:
1. The Prison
2. The Second Sun
3. Glactic Empire of Doom
4. Black Wolf (Bonus Track)
5. Dead Planet (Bonus Track)

Formação:
Adriano Alves (guitarra, vocal e keyboards)
Hewerson Freitas (baixo e vocal)
Bosco Lacerda (bateria e samples)

Acompanhe a Netuno Doom através das redes:
E-mail: netunodoom@gmail.com
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.