Velho Manco: a banda paulista que veio mostrar que o Rock vive!

Ensaio Fotográfico - Homemade - 28
A Velho Manco, nascida no interior paulista no final de 2014, veio para mostrar que o Rock ácido e crítico não morreu. Para fazer jus ao clássico, a banda surgiu de reuniões despretensiosas na garagem. Hoje, promove o seu primeiro álbum autoral, “A Mosca” pelas casas da capital e da região de Jundiaí.

De acordo com os integrantes, a banda se uniu para passar o tempo e desestressar da rotina de trabalho. Na época, tocavam covers de Nirvana, Franz Ferdinand e Blur, entre outros. Mas o que era apenas um hobby foi ficando sério e se transformando em ensaios de composições autorais. 

Foi assim que nasceu o primeiro álbum do grupo, “A Mosca”, com um conceito que gira em torno dos conflitos internos humanos e de reflexão sobre a própria existência, como explica o vocalista Tiago Mancin:

A ideia central disso tudo era fazer um álbum que te levasse a passear por momentos de mediocridade da raça humana, com cada pensamento mórbido, cada sensação de nostalgia frágil, atitudes egocêntricas ou de autoflagelo.

Ele explica, ainda, a escolha do título do álbum:

A mosca vejo como símbolo de nossa própria mediocridade. Ela tem sua rotina, assim como nós. E é desprezível por conta de seu tamanho, assim como nós e nossos sentimentos, quando vistos por determinada distância.

A originalidade das letras, as melodias caprichadas e o perfeccionismo da mixagem fazem da VELHO MANCO uma grande promessa para o cenário do Rock independente. Os integrantes estão focando, agora, na gravação de videoclipes e em algumas composições novas. 

Ouça agora uma das canções, a Sangue Verde: https://open.spotify.com/track/6bBFNbXPwxSBLj7rVev5R4

Links para conhecer mais sobre a banda:
Facebook.com/velhomanco/
Instagram: @velhomanco

Plataformas  para curtir o álbum completo:
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCCS_l0B-S6YsWzZeGVPErwg
Spotify: https://open.spotify.com/artist/7k6bXPiXph8UEZZpqmXFOM
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/12604283

Fonte: Entrevista com a Velho Manco
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.