Undergust: banda lança Full álbum "Chaos Farm" - CANGAÇO RÁDIO ROCK

Undergust: banda lança Full álbum "Chaos Farm"


Disco conta com participações inéditas de Parris Mayhew (Fundador do  Cro-Mags), Jão (Ratos de Porão e Periferia S/A), entre outros. 

A banda Undergust foi fundada em 2015, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista e sua formação é com Samuel Vieira nos vocais, Fábio Gonçalves no baixo, Jhon Braga nas guitarras e  Dhiego Silva  na bateria.  

Solidificado no Hardcore e com fortes pegadas de Crossover Thrash e Crust, o novo full do Undergust demonstra toda sua diversidade sonora e  todo o peso que essa miscelânea de influências traz ao som da banda.

"Chaos Farm" mostra a evolução musical gritante da banda, embalados por diversas participações de peso em, tais como; Parris Mayhew (Fundador do  Cro-Mags) em 'Strong",  Jão (Ratos de Porão e Periferia S/A) em "Rejeito", Mingau (ex-Ratos de Porão e Inocentes) em "Abismo", Rogério (Lixomania) em "Seeds", Claudia (Negative Control) em "Dinheiro / Poder",  Gepeto (Ação Direta e Letall) em "Trap" , Galo (Ulster e Ação Direta) em "Chaos Farm" e Diego Parmito (Forbidden Ideas) em "System". 


Confira o Full Album aqui: https://onerpm.com/al/7852887141

Conversamos com a banda sobre as participações especiais no full, processo de criação e planos futuros;

Toda banda tem sua influência, assim como o Undergust influencia as novas bandas da safra da música pesada. Vocês se inspiram em alguma banda? 
Undergust: A influência acaba acontecendo de forma bem natural, mas não tem como fugir disso. 
Não temos uma banda específica em que nos inspiramos ou não temos a pretensão de soar parecido com alguma. O processo de composição é quase sempre nos intervalos dos ensaios: alguém solta uma ideia meio maluca e então transformamos em música, pelo menos tentamos hahaha
Sim, gostamos de Napalm Death, Ratos, Ação Direta, Cro-Mags, Biohazard... ah, e tem as podreras mais lindas também: Epajarjestys, e-150 e por aí vai...
    
De ondem vêm esse nome “Undergust”?   O que levou a banda a esse nome?
Undergust: ( Samuel ) Nos primeiros ensaios, eu tinha em mente o nome "Gust", porém já havia uma banda na Suécia com esse nome (por sinal, uma ótima banda!!!! Procurem na net haha). Gust é um nome forte, que iria definir o som e nossas ideias, e eu não queria fugir disso. Fui testando junções com outras palavras, como Fire Gust e coisas bem estranhas hahaha. Do nada surgiu Under... Gust!!! Que significa: Sob Rajada. Sob Rajada é a maneira em que vivemos e seguimos no dia a dia. Rajadas de medo, de crises, corrupção, decepções... enfim, todos vivem Sob Rajada de alguma coisa.
  
O que podemos esperar desse novo FULL?  
Undergust: O álbum mostra nossa evolução, tanto na execução como nas composições. Letras diretas e direcionadas, onde passamos nossa mensagem de forma clara, sem "rodeios". As músicas estão mais rápidas e com mais sujas, demonstrando onde queremos chegar.

Suas letras passam uma mensagem muito forte, de onde vêm as ideias para as composições? Existe alguma composição que é mais especial para vocês?   
Undergust: Geralmente eu escrevo as letras e coloco no papel aquilo que eu gostaria de ouvir de uma banda, e isso vem de vivencia ao longo dos anos... quando você tem uma família para sustentar, contas e mais contas para pagar, preocupações sem fim e mesmo assim decide continuar andando contra a maré, isso lhe trás uma bagagem grande e as ideias fluem como os esgotos aqui de SP hahaha. Enfim, podemos escolher vários caminhos ao longo da vida, mas geralmente dois se destacam: o conformismo ou o inconformismo. Quando se nasce em uma família de classe operária no ABC Paulista e que tem como marca a tradição de Ter bandas que carregam o inconformismo em suas letras, o caminho para enxergar e entender o que significa "sistema" fica mais fácil. 
Os dias em que vivemos é um prato cheio de novas idéias de letras. Vemos pessoas que se dizem seguidores de Cristo, mas votam em um cara que apoia a tortura, é homofóbico, preconceituoso e incita o ódio. Com certeza Jesus não apoia as idéias irracionais desse maluco hehe, nós do UNDERGUST também não... e pra deixar bem claro: não temos políticos e nem partidos de estimação, sistema é sistema em qualquer lado. Como diz a letra de "System": You just choose the hand that will pull the trigger
"Rejeito" é uma letra bem marcante e deixa bem claro nossa postura: Rejeito seu ódio e sua intolerância Rejeito essa ideologia que segrega e corrói Rejeito suas mentiras e abusos Rejeito todo tipo de sistema que destrói
Esse som teve a participação do nosso grande mano Jão e é single de Chaos Farm.

Como foi o processo das participações especiais de nomes consagrados como Parris Mayhew (Fundador do  Cro-Mags),  Jão (Ratos de Porão e Periferia S/A), Mingau (ex-Ratos de Porão e Inocentes), entre outros?
Undergust: (Samuel) Cro-Mags é uma das minhas bandas preferidas desde moleque e com a ajuda das redes sociais, eu entrei em contato com o Parris (isso há uns 3 anos atrás). Mostrei alguns sons ainda bem zuados e ele curtiu a sinceridade do trampo. A banda foi amadurecendo e quando começamos a gravar Chaos Farm, surgiu a idéia de chamar uma galera pra participar. Imaginei: "Vou tentar o Parris, ma ele não irá aceitar, nunca mesmo. Mas vou tentar..."
Então mandei uma mensagem e de pronto ele aceitou e curtiu muito a idéia. Chorei como criança, fiquei em choque hahaha... (brincadeira, caiu uma lágrima só)
O Jão sempre foi uma cara admirado pela banda por toda sua contribuição ao underground e pelo seus gás monstro até hoje, realmente um exemplo. Quem fez a ponte entre ele e a banda foi o Rogério Martins, que é guita do Lixomania e um grande hermano (ele também participou da full). Conversamos sobre a proposta da banda e a letra que dá a real sem frescuras... então foi assim que um Rato entrou pra família e somou muito no nosso trampo.
O Galo e Parmito sempre foram meus vizinhos, conheci muitas bandas através deles... são exemplos de humildade e parceria, grandes amigos que não poderiam ficar de fora. Gepeto é lenda aqui no ABC e por onde passou, o cara deixou sua marca... nos conhecemos em 1999, se não me engano, na época do lançamento do full "Intervenção" do Ação Direta. Ele abraçou a ideia e no improviso, deixou a "Trap" destruidora.
A Cláudia é esposa do Pingo (Negative Control / Sick Terror) e me lembro que em uma das conversas que tínhamos na época do Taiko (banda que eu tinha com o Pingo) ela falava da  vontade de montar uma banda, e iria dar o nome de "Rajada". Isso nunca rolou. Mas eu lembrei disso e falei que enfim ela iria participar de uma banda com o nome "Rajada", ou que pelo menos tivesse "Rajada" no nome... ela riu e mostrou sua voz animalesca em "Dinheiro /Poder".

De quem é a arte da capa do EP e por que escolheram esse artista?
Undergust: Todas as nossas artes são feitas a mão pelo nosso irmão César Punk, um grande artista no cenário underground paulista. O cara manda bem demais também nos zines, flyers e logos de banda.

Como anda a agenda de shows e a divulgação do trabalho? O que esperam para 2019? 
Undergust:  2018 ficamos completamente longe dos shows e focados nas gravações e Chaos Farm. Já voltamos aos ensaios agora em 2019 e pretendemos voltar aos palcos a partir do próximo mês e começarmos a tour de divulgação do álbum.
Esperamos lançar Chaos Farm em formato físico: cd, vinil, cassete... tudo hahaha. É claro que hoje temos um grande facilidade em buscar músicas em diversas plataformas, porém, queremos contribuir para que a essência de onde tudo isso surgiu, não morra.

Para conhecer mais e ficar por dentro das atualizações e do som do UNDERGUST, curta e siga a banda: https://www.facebook.com/undergust/

Fonte: Collapse Agency | Electric funeral
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.