Corréra: a volta com nova formação e o peso HCNY!


Banda fala em entrevista sobre seu retorno e seu mais novo single "Stoning" 

O hardcore com pegadas do HCNY e Groove Metal noventista, marca a volta da banda Corréra após um hiato de 6 anos.

Seu novo single intitulado "Stoning" lançado via Electric Funeral Records nas principais plataformas de streaming, apresenta uma sonoridade agressiva, única e som ritmado na pegada do breakdown.

O single vem com uma temática de protesto como esperado do Corréra, uma crítica a atual situação do país e a alienação do povo por redes sociais e fake News.


Confira o single aqui: https://onerpm.com/al/4705728103

Conversamos com a banda sobre as influências que culminaram na criação de "Stoning" e sobre seu retorno a cena HC.

Toda banda tem sua influência,o Corréra por esta na ativa desde 1996 passou a influenciar a nova leva do hardcore/metal. Vocês se inspiram em alguma banda?  
Corréra: Como o Corréra é uma banda de longa carreira, teve várias formações e seus vários integrantes contribuíram com inúmeras influências, apesar disso de forma geral a banda seguiu uma linha de influência principalmente a partir do espaço criado e a musicalidade do
Sepultura, essa grande banda orgulhosamente brasileira, Ratos de Porão também, puta banda, e de forma mais indireta, principalmente pelo exemplo de abrir espaço no cenário nacional, não podemos deixar de relembrar bandas que nos deixaram uma herança de sonoridade, e
atitude, como DFC, Treta, Ação Direta, Claustrofobia, Pavilhão 9, Torture Squad, Raimundos, Paura, Krisiun, Endrah, Worst, Surra e várias outras. E das internacionais, não podemos esquecer de citar Machine Head, Bioharzard, Slayer, Pantera, Lamb of God, Bloodbath etc.... enfim, embora os membros do Corréra ouçam grande variedade de som desde os mais leves até os mais extremos, a nossa sonoridade é bem pesada para os padrões clássicos, e citar todas as bandas de influência ia demorar muito!

De ondem vêm esse nome “Corréra”?   O que levou a banda a esse nome?  
Corréra: Nos meados de 1996 o Corréra atuava com uma proposta mais aproximada com a tendência de legalização de drogas e de crítica social, encabeçada principalmente pelo Planet Hemp e Pavilhão 9, O primeiro álbum intitulado ( ..Não dei letra pra rodar ) já dá uma idéia do que acontecia, a banda atuava em aproximação com o Hip - hop, e as letras eram em português carregadas de gírias de ladrão tá ligado? E na época corréra foi uma gíria usada para designar o ato de fazer um trabalho... geralmente buscar uma droga, entregar uma ( mercadoria...) enfim, fazer uma função com rapidez. E assim foi o nome escolhido.

O que podemos esperar desse novo single?  
Corréra: O single Stoning é o que vai marcar a nova cara do Corréra, primeiro lançamento com a atual formação, a banda mostra um som maduro que oscila entre o thrash metal e o hardcore nova yorkino com uma leve pitada de rapcore mantendo a antiga essência do Corréra mas com a influência de cada um dos integrantes.

Suas letras passam uma mensagem muito forte, de onde vêm as ideias para as composições? Contem mais sobre o a composição do novo single.
Corréra: A maior fonte de inspiração pras composições do Corréra é a indignação de o quão podre, corrupto e alienado pode ser o ser humano e também o nosso estilo de vida, nossas tattoos, nossos treinos, nossos corres. O single Stoning foi um processo muito intenso pra gente, essa música é herança da finada banda Hellstoner, quando o Corréra encerrou as atividades em 2013 alguns integrantes seguiram em frente com um projeto de Stoner/Doom chamado Hellstoner, até que foi decido a volta do Corréra, pegamos essa música e lapidamos totalmente ela pra ficar mais a cara do Corréra, o que acabou sendo um processo lento e trabalhoso, porém o resultado foi bem satisfatório e deixou a música cravada nas nossas cabeças.

De quem é a arte da capa do Single e por que escolheram esse artista? 
Corréra: A arte é do guitarrista Vitor Craes que também trabalha como tatuador, ele seguiu um conceito de arte no qual uma imagem pudesse mostrar o que a Stoning e as outras músicas que vem por aí querem dizer.

Como anda a agenda de shows e a divulgação do trabalho? O que esperam para 2019? 
Corréra: Estaremos fechando uma turnê no estado de São Paulo a partir de março, porém estamos abertos a outras oportunidades em outros estados também. 2019 vai ser um ano de muito trabalho pro Corréra, tem o lançamento do single agora, o EP também vem por aí e até o final do ano estaremos lançando mais um clipe.

Para conhecer mais e ficar por dentro das atualizações e do som do CORRÉRA, curta e siga a banda:

Fonte: Collapse Agency
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário:

  1. Valew a atenção galéra do Cangaço rádio rock! Massa pra caralho! Corréra na área

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.