MX - “A Circus Called Brazil” (Santo André/SP) (Álbum) (Nacional - 2018) (Shinigami Records) - CANGAÇO RÁDIO ROCK

MX - “A Circus Called Brazil” (Santo André/SP) (Álbum) (Nacional - 2018) (Shinigami Records)


O MX é uma daquelas bandas oriundas dos dourados anos 80’s e como tal carrega a responsabilidade de elevar aquela atmosfera adquirida em outrora. Pois bem, em 2018 o MX lança “A Circus Called Brazil” e nesse novo álbum a banda se mantem cascuda como nunca, com um thrash metal visceral e carregado de violência, assim como conhecemos.

O álbum tá recheado de críticas ao cenário politico atual e sendo assim a sonoridade não poderia “maneirar”, trata-se de um álbum agressivo e pesado. Faixas como “Fleeing Terror”, “Murders”, “Lucky”, “Toy Soldiers”, “Keep Yourself Alive”, “A Circus Called Brazil” (essa última com uma parte da letra em português claro para qualquer um entender o principal conceito do disco), todas com uma carga de agressividade incrível, do tipo que percebemos que “os coroas” ainda estão com todo gás. Ainda destaco a bela execução da faixa “Speedfear” do Motorhead.

Aqui está o MX que sempre conhecemos, com um disco de thrash metal que respeita toda sua trajetória. A arte de capa, do desenhista e escultor Cleyton Amorim, traz de volta um velho conhecido dos fãs: “Simon”, o padre do álbum “Simoniacal” de 1988, porém desta vez, ele está acompanhado de novos personagens, destacando-se o palhaço que representa o sofrido povo brasileiro. Resumindo: um disco que, apesar de todos os elementos oferecidos pela modernidade, ainda continua com a mesma carga dos 80’s.


Músicas:
1. Fleeing Terror
2. Murders
3. Mission
4. Lucky
5. Cure and Disease
6. Toy Soldier
7. Keep Yourself Alive
8. Marching Over Lies
9. Apocalypse Watch
10. A Circus Called Brazil

Integrantes:
Alexandre da Cunha (Bateria/vocal)
Décio Frignani (Guitarra)
Alexandre “Dumbo” (Guitarra/backing vocals)
“Morto” (Baixo/guitarra/backing vocals)

Acompanhe o MX através das redes:
www.bandamx.com.br
www.facebook.com/mxthrash

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.