Bella Utopia: debut será distribuído pela Sony Music - CANGAÇO RÁDIO ROCK

Bella Utopia: debut será distribuído pela Sony Music


Banda, que faz um Rock para todos os públicos, assina com ‘major’ e seu primeiro disco será relançado

O Rock muitas vezes prende o artista, mesmo que sem querer, em um mundo distante do “mainstream”, onde os holofotes do público em geral costumam não iluminar. Nem sempre é culpa do músico e/ou das bandas, mas pelo estilo se limitar a certos nichos e se satisfazer em passar sua mensagem a um público específico.

Isso não acontece com a goiana Bella Utopia. A banda, que já tem 15 anos de estrada, sempre primou por atingir mais e mais gente, sem que para isso, o grupo deixasse suas características musicais de lado. Isto é, o Rock recheado de fúria e peso, que beira o Heavy Metal, se fez de uma forma proporcionalmente acessível, até porque a Bella Utopia prima por cantar em português, abordando temas que fazem parte da vida de todo cidadão, não somente o aficionado pela música pesada.

Foi assim que a banda formada por Isabela Eva (vocal), Luis Maldonalle (guitarra), Julian Stella (baixo) e Junão Cananéia (bateira), chegou ao seu primeiro registro, o álbum “Dilema do Prisioneiro”, que foi masterizado em Nova Iorque. Lançado originalmente em 2015 de forma independente, o trabalho impressionou os fãs de Rock, além de toda a mídia especializada e geral. 

A presença de uma mulher na linha de frente não chama apenas atenção por ser uma ‘frontwoman’, mas por Isabela trilhar caminhos ainda pouco percorridos pelas vocalistas de Rock, dando feminilidade às linhas agressivas, mas abordando de forma abrangente os temas que condizem com a realidade de todos nós, além de fugir do comum. Tudo gerando uma sonoridade atemporal.

O resultado? Após alguns anos de gravação, shows pelo estado natal, participação no “Third World Domination: A Tribute to Sepultura” tocando Machine Messiah e a conquista de seu território, a banda angariou um contrato de distribuição de “Dilema do Prisioneiro” com a ‘major’ Sony Music, através de seu selo Café Forte, que tem foco na música alternativa. Um passo e tanto para uma banda que já é uma realidade, mas sempre quer mais, e não apenas expandir, mas também passar sua mensagem de uma forma que faça a diferença em todo o país e, porque não, o mundo.

A prova disso tudo é que o novo trabalho já está disponível nas principais plataformas digitais e pode ser conferido no link abaixo: https://smb.lnk.to/DilemadoPrisioneiro

Para quem prefere o audiovisual, a banda já possui 3 clipes oficiais, que não só em forma de música e letra, mostram a mensagem por trás do pensamento criativo do quarteto, que almeja voos mais altos, porém sempre com os pés no chão. Tire sua própria conclusão e click nos links abaixo

Clipe Sangrar em Segredo:
Lançado e distribuído já pela Sony e Warner no canal Vevo da banda, já aparece em várias plataformas gringas, como Japão:


Clipe Dilema do Prisioneiro:
Além de ter trazido um pequeno curta na abertura, com produção de uma produtora de cinema e participação de atores profissionais, a vocalista Isabela Eva idealizou toda a estrutura e conseguiu autorização para filmar dentro do maior Complexo Prisional de Goiânia, a CPP. A vocalista viu de perto uma situação séria hoje do país: as cadeias. As fotos do CD também foram tiradas em uma cela.


Clipe Máscara:


Clipe Distúrbio Chegou:
Música composta pela vocalista Isabela Eva para seu curta-metragem  (escrito e dirigido por ela, “Quarto 10”), executada pela banda Bella Utopia. Apesar de não fazer parte do CD, é sempre pedida nos shows. O curta estreou em 2016, com grande repercussão, já que conta uma história verídica que teve à época repercussão mundial. O ator Stepan Nercessian foi o protagonista e ainda teve trilha especial de Sérgio Reis e Amado Batista. Isabela ainda é prima dos famosos diretores de cinema, os irmãos Bruno e Fábio Barreto.


Mais informações acesse:
https://www.facebook.com/Bella-Utopia-414050741967673/ 
http://www.cafefortemusica.com.br 

Fonte: VHPress

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.