Anima Mea: confira o lyric vídeo de "Gravata Azul" lançado com exclusividade pel'O SubSolo - CANGAÇO RÁDIO ROCK

Anima Mea: confira o lyric vídeo de "Gravata Azul" lançado com exclusividade pel'O SubSolo


Anima Mea não para de trazer novidades e abastecer a rede de materiais. Agora o lançamento da vez é o lyric vídeo oficial de "Gravata Azul", sendo que esse material foi totalmente produzido pelo violonista da banda, Sidney Braga.

Participação da música é mais do que especial, um dos vocalistas mais respeitados do estado de Minas Gerais, Marcio Chula vocalista da "Dias de Truta", sendo que o mesmo participa de nove das doze músicas do disco "Pecado Austral".

O SubSolo teve com exclusividade um bate-papo com Sidney Braga, que conta um pouco sobre o projeto e planos futuros do Anima Mea.

Nitidamente como vocês dois se completam musicalmente. Como geralmente são feitas as músicas?
Sidney Braga: Como eu e o Daniel moramos em Estados distintos, a nossa parceria geralmente surge de alguma ideia que é lançada no Whatsapp. Alguma letra, melodia ou um riff de guitarra. Em alguns casos o Daniel já chega com a letra e a melodia prontas, precisando apenas alguns ajustes.

Particularmente, eu tenho uma forma muito matemática de escrever as músicas. Quase sempre utilizo a estrutura Estrofes/ponte/refrão, com as sílabas poéticas contadas e a métrica definida. Dessa forma, isso acaba facilitando a criação da melodia, visto que a letra já tem um certo ritmo de poesia.

Desenvolvi esse método fora do mundo do Rock, com os meus discos do Chico Buarque e do Vander Lee. Foi contando as sílabas das músicas do Chico que aprendi a escrever letras de música. Inclusive tenho um samba metalinguístico que fala justamente de como eu aprendi a escrever com o Chico Buarque.

Em exclusivo, como foi a composição e como foi ver "Gravata Azul" pronta?
Sidney Braga: Existe uma diferença abissal na forma como a Polícia, Justiça e a própria imprensa tratam alguns poderosos e o cidadão simples que está na rua.

Quem não se lembra do episódio no qual um diretor da Policia Federal se dirigiu a um senador com a submissão de quem está o servindo? "Quando você quiser" foi o que disse o diretor da polícia ao senador. "Gravata azul" trata dessas diferenças. Os malabarismos da imprensa com vários recursos da língua portuguesa para eufemizar a situação dos poderosos contrastam com as manchetes taxativas que já antecipam a sentença contra o cidadão comum: "É traficante".

Coloquei no papel algumas expressões antagônicas que a imprensa e a polícia usam de acordo com o poder do cidadão em questão. Supostamente e seguramente é um grande exemplo deste antagonismo. A letra do refrão reforça ainda mais estes contrastes: agressividade versus polidez. Foi muito satisfatório ver essa música pronta porque, como fã de rock dos anos 80, eu sentia falta desse posicionamento nas músicas atuais. Então acabamos preenchendo essa lacuna que o Rock deixou.

Qual foi o motivo da escolha desse single para ser o lyric? E quem produziu?
Sidney Braga: A escolha pelo lyric vídeo foi a opção mais interessante para ratificar a letra da música e deixar ainda mais clara a mensagem que ela passa. Eu mesmo produzi o vídeo, desde o roteiro à edição final.

Quais os planos futuros? Quais músicas ainda receberão algum tipo de divulgação extra?
Sidney Braga: Já estamos em contato com um produtor audiovisual mais experiente para o videoclipe da música "Never Fake". Será uma produção maior, do tamanho do potencial que essa música tem.

Sem mais delongas, você pode assistir o lyric vídeo de "Gravata Azul" na íntegra:


Fonte: MK Assessoria

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.