Tchandala - “Resilience” (Aracaju/SE) (Álbum) (Nacional - 2017) (Independente)


A banda Tchandala lançou nesse finado 2017 um ótimo álbum intitulado “Resilience”, e o que me surpreende é que eu não conhecia o som desses caras e me vem mais uma vez à mente o quanto de bandas boas tem espalhadas pelo Brasil, mas que não são (tão) conhecidas na cena, mas pode ser que seja simplesmente por que eu to desatualizado mesmo (heheh). Mas casos à parte vamos ao que interessa: a banda faz um heavy/power metal de altíssima qualidade, e isso tá muito nítido nesse álbum que vem com uma produção perfeita onde transcende todo o potencial desses sergipanos que além de tudo ainda conta com participações de peso como Tim “Ripper” Owens (ex-Judas Priest), Iuri Sanson (ex-Hibria), Renan Fontes e Clarice Pawlow (Write Me A Letter), entre outros.

O material nos apresenta 12 faixas dentre as quais destaco as seguintes: “The Flame” que já abre deixando qualquer fã do estilo boquiaberto com tamanha habilidade, esse ataque traz o estilo no seu estado mais tradicional, ou seja, aquela pegada heavy metal que cativa qualquer headbanger, e sem contar nos ótimos arranjos e refrão; “Valley of Greed” começa lenta, mas logo parte pra um som agressivo, faixa que conta comum magnífico trabalho do vocalista Iuri Sanson, bases pesadas e riffs marcantes, além dos belos solos; a inesperada “Lamento do Velho Chico” sendo um prelúdio para “Tears of River” que faz um manifesto contra os descuidos em relação ao Rio São Francisco, além de sonoramente mostrar todo esse lamento o som ainda encerra com um som tipicamente nordestino; a bela e surpreendente “Echoes Through the Fourth Dimension” que une os belos vocais de Clarice Pawlow e Renan Fontes aliados ao de Dejair, unindo  bases acústicas com o peso das distorções, simplesmente emocionante(e como se não bastasse ainda vem com um versão totalmente acústica na ultima faixa); O lendário vocalista Tim Owens faz participação em “Caesar”, uma das mais pesadas e diretas, destaco as habilidades do baterista Pablo Rubino.

Como já dito em outra ocasião, 2017 foi um ano de grandes lançamentos e “Resilience” certamente tá presente entre os melhores do ano. Tudo nesse material foi bem planejado e o resultado é um metal de altíssima qualidade feito por quem entende do assunto e quem sai ganhando é o metal brazuca e todos os apreciadores do bom e velho heavy metal!


Músicas:
1. The Flame
2. Labyrinth
3. Valley of Greed
4. Lamento do Velho Chico
5. Tears of River
6. Echoes Through the Fourth Dimension
7. Flatland
8. Shadows
9. Father’s Spirit
10. Caesar
11. Resilience
12. Echoes Through the Fourth Dimension (Acoustic)


Integrantes:
Dejair Benjamim (vocais/corais)
Thamise Ducci (guitarra)
Rafael Moraes (guitarra)
Sandro Souza (baixo)
Pablo Rubino (bateria/corais)

Participações:
Tim “Ripper” Owens (vocais em “Caesar”)
Iuri Sanson (vocais em “Valley of Greed”)
Renan Fontes (vocais em “Echoes Through the Fourth Dimension”)
Clarice Pawlow (vocais em “Echoes Through the Fourth Dimension”)
Dan Loureiro (vocais adicionais em “The Flame” e corais)
Luana D’Almeida (vocais adicionais em “Caesar” e corais)
Marcos Franco (corais)
Pedro Teles (corais)
Tnoy Souza (teclados em “Echoes Through the Fourth Dimension”
Will Moreira (teclados em “Caesar” e “Shadows”)
Jack Ferreira (teclados em “Father’s Spirit”)

Ficha Técnica:
Produção: Tchandala, Marcos Franco, Dan Lourenço 
Mixagem e masterização: Sérgio Basset,  Marcos Franco, Dan Loureiro
Arte gráfica: Marlon Delano

Acompanhe a Tchandala através das redes:
www.twitter.com/tchandala
www.youtube.com/tchandala
www.tchandala.blogspot.com/
www.facebook.com/Tchandala/
www.instagram.com/tchandala.heavymetal/

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabenizar a todos da Congaço Rádio Rock pelo belíssimo e fiel comentário, assim como a todos integrantes da Tchandala, realmente um album que encher nossos olhos e de uma qualidade sonora impecável, serve de cotonetes para nossos ouvidos. Resilience é simplesmente fenomenal, é prazeroso ouvir.
      Mais uma vez; parabéns TCHANDALA.
      Orgulho de nós Sergipanos.

      Zeuno de Souza
      👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

      Excluir

Tecnologia do Blogger.