Rising Records: selo relança álbum do Gladiator


Além de promover grandes lançamentos como o primeiro e novo álbum do Primordium, “Old Gods”(2017), e “Whocantbenamed” (2017) da revelação deathcore, Heavenless, a Rising Records que há tempos trabalha em seu programa de relançamentos já “ressuscitou” obras como “Tortuous Ways” (1991) da Nephastus, os dois primeiros álbuns da banda sueca Desultory, “Into Eternity” (1993) e “Bitterness” (1994) e “Phobia” (1995) da Insanity, agora relança “Dreadful Dreams” (1992) do Gladiator.

A banda gaúcha que retomou as atividades em 2015 e lançou este único álbum oficial pelo extinto selo Whiplash Records, ficou conhecida por sua qualidade de produção que, na época, era atingida apenas por grandes nomes. O Gladiator desde as demos “Opression and Pain” (1989) e “Holy Words” (1991) se destacou pela sonoridade que ganhou mais impulso na chegada do debut.

Com o ressurgimento do grupo, o desejo de oferecer aos fãs o seu material remasterizado acendeu, e assim o trabalho se consumou nos estúdios Soma e Tungstudio, em Porto Alegre/RS. Sob produção executiva de Luciano Elias, o álbum traz como bônus as duas demos que ficaram ainda mais realçadas.

Seguindo o modelo de todos os álbuns relançados pela Rising Records, “Dreadful Dreams” vem com um encarte especial onde constam não apenas letras e ficha técnica, mas um verdadeiro dossiê sobre a banda durante os anos de atividade, com texto biográfico, ilustrações com fotos e recortes de matérias etc.

Contato:
https://www.facebook.com/Risingmossoro/
https://www.facebook.com/GladiatorThrash/

Fonte: Brauna Music Press

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.