Thy Art Is Murder - “Dear Desolation” (Austrália) (Álbum) (Nacional - 2017) (Shinigami Records/Nuclear Blast)


Thy Art Is Murder toca um deathcore violento demais (ops, desculpem pelo pleonasmo, afinal ainda não conheci um deathcore sem ser violento rsrsrs), são faixas ardentes e maciças que socam com furor todos os órgãos vitais ao mesmo tempo. Os australianos já estão a mais de uma década na ativa e acabam de lançar o quarto álbum de estúdio, trata-se de “Dear Desolation”, full composto de 10 faixas recheadas com a sonoridade que a banda se propôs a fazer. Todos os ingredientes estão aqui: os famosos breakdown tá presente em todas as faixas, blast beats, riffs rápidos e mais “lights”, bateria violenta.

O material traz faixas como “Slaves Beyond Death”, “Dear Desolation” e “Fire In The Sky” que descrevem bem a identidade da banda, mas tem momentos mais leves também como “Man Is The Enemy” e “The Final Curtain” que exploram mais a levada cadenciada, porém com o ódio de sempre, a segunda citada traz uma pegada misteriosa que varia pra uma leva extrema mas acaba com o mistério do início, o vocal de CJ McMahon é firme e potente.

Dear Desolation mostra uma banda experiente e firme na proposta e isso foi passado na boa produção apresentada. A capa também é algo a se mencionar pela magnífica arte apresentada. Pra quem curte um som pesado, violento e com muitos breaks, então essa é a pedida!



Músicas:
1. Slaves Beyond Death
2. The Son of Misery
3. Puppet Master
4. Dear Desolation
5. Death Dealer
6. Man Is the Enemy
7. The Skin of the Serpent
8. Fire in the Sky
9. Into Chaos We Climb
10. The Final Curtain


Integrantes:
CJ McMahon (Vocais)
Andy Marsh (Guitarras)
Sean Delander (Guitarras)
Kevin Butler (Baixos)
Lee Stanton (Bateria)

Acompanhe a Thy Art Is Murder através das redes:
www.thyartismurder.net/
www.facebook.com/thyartismurder/

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.