Blackning - "Alienation" (Santo André - SP) (CD) (2016)


O Blackning nos apresenta o seu mais novo álbum intitulado Alienation (2016), porém a formula usada pela banda é a mesma do anterior, ou seja, quem acompanhou o debut irá se deparar com os mesmo ingredientes sendo que aqui tem um tempero novo, são novas canções e o que posso dizer é que a banda continua energética. Oriundos de Santo André (SP) esses thrashers vem tendo um certo destaque na cena, com uma boa repercussão e vários shows pelo país, tudo isso fruto do trabalho árduo e firme que a banda vem fazendo. Nesse novo material o que temos é o thrash moderno marca da banda que é vigoroso e violento do início ao fim, experimente ouvir “Street Justice” e não ser incorporado por uma identidade violenta (essa que é a faixa de abertura do disco).  são riffs rápidos, bateria soando violenta e vocal agressivo, como por exemplo em “Thru The Eyes”. “Mechanical Minds” já explora a vide cadenciada e é a pedida pra banguear até quebrar o pescoço. “Dark Days” e variada entre partes cadenciadas e partes mais rápidas e aqui o pedal duplo se faz presente e bastante marcante. Em “Weapons Of Intolerance” temos a mesma formula da anterior, porém com alguns andamentos mais rápidos e marcados(em certo momento me lembrou Dead Embrionic Cells do velho Sepa). Com um começo melódico surge “Dyed In Blood” mas de melódico só tem o início mesmo por que depois o thrash violento vigora. “Devil’s Childs” é o tipo de ataque que faz qualquer thrasher abrir uma roda. “The Rotten Institution” seria mais uma digna de ser taxada como violenta e tome mais destaque para a bateria destruidora de Elvis Santos. E para terminar temos duas faixas que fazem o disco terminar exatamente como começou, regado à extrema violência, são as massacrantes “Two-Faced Liar” e “Corporation” ambas que traduzem bem o que esses maníacos estão propostos a fazer.

Então é isso, thrash metal violento com faixas que fazem variações mas sem deixar de fazer o que é a marca da banda. Em Alienation, o Blackning faz o que mais sabe e se olharmos também para o disco anterior já da pra ter a certeza que Elvis Santos (bateria), Cleber Orsioli (guitarra e vocal) e Farncisco Stanich Jr. (Baixo e backing) ainda nos fará muito felizes e irá continuar a atormentar os ouvidos de porcelana do metal (existe isso?? hahaha). Vida longa!

Música:
1. Street Justice
2. Thru the Eyes
3. Mechanical Minds
4. Dark Days
5. Weapons of Intolerance
6. Dyed in Blood
7. Devil's Child
8. The Rotten Institution
9. Two-Faced Liar
10. Corporation

Integrantes:
Cleber Orsioli (Vocais, guitarras)
Francisco Stanich (Baixo, backing vocals)
Elvis Santos (Bateria, backing vocals)

Acompanhe Blackning através das redes:
https://www.facebook.com/blackningmetal
http://www.soundcloud.com/blackning
http://www.youtube.com/blackningmetal
http://blackning.bandcamp.com/
Loja Virtual:http://www.blackningstore.com/
Site:www.blackning.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.