HellLight - "Journey Through Endless Storm" ( São Paulo - SP) (CD) (2015)


Pesado, denso, soturno, agonizante, triste... Esses são alguns adjetivos que definem essa horda arrepiante conhecida por HellLight. O que temos aqui é um funeral doom estridente e avassalador que atinge o ouvinte no mais profundo e obscuro sentimento, com climas tensos e partes épicas te levam a uma viagem transcendental. A HellLight já é bastante conhecida dentre os apreciadores dessa arte e não é atoa, já são 20 anos caóticos com muita tristeza e solidão transformadas em música, que ao todo já se somam 05 full-lenghts além de um EP e uma demo e é sobre o ultimo lançamento desses malditos que irei descrever nas próximas linhas.
O álbum chama-se “Journey Through Endless Storms” e foi lançado em 2015 pelo selo Solitude Productions. Contendo 08 faixas e quase 01 horas e 20 minutos de duração esse play tá repleto de elementos típicos do estilo que faz qualquer apreciador se satisfazer ao consumi-lo. Aqui o que se ouvi são riffão fodas, com uma cozinha foda, um clima sombrio trazido pelos teclados, vocais guturais aliados a vocais limpos e vocais agonizantes; tudo isso só podia resultar em belas harmonias que são verdadeiras obras de arte que tem por trás Fábio De Paula(guitarra e vocal), Alexandre Vida (baixo), Rafael Sade(teclados e backing vocals) e Renan Bianchi(bateria). Exagerei? Experimente ouvir a faixa título(“Journey Through Endless Storms”) e não se arrepiar. Essa que é apenas a primeira do álbum, agora deixe o play rolando e se deleite que saberás do que falo. Não é justo de minha parte chegar aqui e citar essa ou aquela como um destaque do álbum, pois tudo aqui é perfeito e muito bem feito. Além da já citada, esse petardo ainda conta com “Dive In The Dark”, “Distant Light That Fades”, “Time”, “Cemetherapy”, “Beyond Star”, “Shapeless Forms Of Emptiness” e “End Of Pain”. Essa ultima se distingue por ser a mais curta, conter  sons de teclados e piano e apenas os belos vocais femininos de Claúdia O Ghisi que também faz uma participação na faixa de abertura. A banda também acertou em cheio na arte de capa já que colocaram uma arte  que precede o que está por vir.
Funeral doom é um subgênero do metal que é para poucos mas os “poucos” que apreciam essa arte são fieis a esse círculo negro e demente e por conta disso temos grandes bandas que resistem e estão firmes e fortes. HellLight é uma delas e resiste com honra e negras inspirações que leva o maníaco apreciador ao mais profundo abismo sentimental! Hail!!!

Resenhado Por: Deivison Ferreira.

Ouça o disco "Journey Through Endless Storm" na íntegra:


Músicas:

01. Journey Through Endless Storm
02. Dive In The Dark
03. Distant Light That Fades
04. Time
05. Cemetherapy
06. Beyond Stars
07. Shapeless Forms Of Emptiness
08. End Of Pain

Integrantes:

Fábio de Paula (Vocais e Guitarra)
Alexandre Vida (Baixo)
Rafael Sade (Teclados)

Acompanhe HellLight através das redes:
www.facebook.com/helllightdoom
www.metalmedia.com.br/helllight

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.